quarta-feira, 3 de julho de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 1

Nota do blogue: Depois de já publicadas foi ver que coloquei as publicações em ordem invertida, erro que nas próximas partes desse catecismo não ocorrerá. Irei divulgar uma transcrição que está a ser feita do Catecismo do Padre Spirago. Parabéns ao blogue pela iniciativa.



2- Introdução ao Catecismo
3- Os fundamentos da Dogmática, Moral e Graça
4- O catecismo
5- O conhecimento de Deus
6- Revelação divina
7- A sagrada Escritura ou a Bíblia

Um dos catecismos católicos mais populares do mundo é seguramente o Catecismo Popular do exímio Prof. P. Francisco Spirago, não só o grande em 3 volumes, como também este pequeno, cuja tradução vernácula ora apresentamos ao público. Editado pela primeira vez em 1902, conquistou rapidamente o mundo. Foi traduzido em mais de 30 línguas, obtendo numerosíssimas reedições e recomendações. Nos países de língua germânica foi o catecismo pequeno de Spirago calorosamente aceito e recomendado pelos senhores Bispos, como Catecismo Escolar e Familiar, não só à comunidade e aos adultos em geral, mas sobre tudo às escolas elementares e secundárias, aos grupos, ginásios e escolas normais, notadamente aos catequistas e professores.

De perfeito acordo com o original apresenta esta edição, além das palavras salientadas pelo grifo ou negrito, 3 diferentes corpos de formatação. O maior forma como que o esqueleto; o médio, os músculos; e o pequeno, o sangue. Poder-se-ia omitir a parte impressa em formatação pequena sem que o catecismo deixasse de conter todas as verdades da religião católica; entretanto, parecer-se-ia ele com um organismo muito anêmico.

Original, diferente dos demais catecismos, este não se dirige apenas à inteligência, porém notavelmente ao coração. Como um homem excessivamente anêmico é incapaz de trabalhar, assim também seria incompleto este catecismo sem a parte impressa em formatação menor. Seria incapaz de produzir o efeito indispensável, de mover os corações e de ascender o amor a Deus e à religião.

A parte composta em formatação maior é propriamente destinada a alunos menos adiantados; a de formatação média, a mais adiantados; a menor apresenta explicações mais pormenorizadas aos estudantes.

Os catequistas, contudo, que tiverem de doutrinar crianças, não poderão deixar de recorrer à terceira parte afim de ilustrar e acalorar a catequese, escolhendo os elementos que no momento mais lhes convierem.

MODO DE EXPOR O CATECISMO

Desde que a religião não é uma ciência abstrata e teórica, mas sumamente prática, devendo empolgar e transformar o homem inteiro, com todas as suas potências, é preciso que a exposição da doutrina corresponda às exigências das principais faculdades, como são a inteligência, vontade e o coração.

Ora, essas três faculdades, em todas as suas operações, necessitam indispensavelmente da imaginativa: o intelecto para refletir vivamente, a vontade para despertar maiores energias, o coração para se emocionar. Só uma exposição que fartamente se aproveite dos recursos da imaginação para explicar e ilustrar o ensino, poderá satisfazer as exigências dessas faculdades e excitá-las a atividade mais intensa.

Por meio da imaginação o catequista estimula os alunos ao trabalho próprio, de colaboração ativa, excitando ocupando e extasiando as três faculdades coligadas, de modo que, pela força do espírito, previna toda divagação e fastio, fascinando-as e prendendo-as risonhamente ao assunto.

Não tenho à sua disposição os quadros exigidos p. ex. pelo método moderno de “Quinet” para a catequese de crianças menores, deve o catequista produzir espiritualmente, pela imaginação, os quadros necessários, pintando-os e colorindo-os devidamente, aproveitando-se para isso de todos os recursos pessoais, assim como dos meios catequéticos que tiver a disposição, especialmente pelos presentes catecismo.

***

Sob este ponto de vista, o catecismo de Spirago, o pequeno como o grande, é uma mina riquíssima, conforme salientam os bispos alemães. Proporciona os textos da S. Escritura, lembra exemplos bíblicos, dá resumidamente a doutrina dos S. Padres da Igreja, aponta fatos ilustrativos e edificantes da vida dos Santos, oferece analogias, máximas e exemplos profanos, e traz citações de homens ilustres.

É muito para notar que até o catecismo pequeno de Spirago oferece este riquíssimo material. Justamente por ser um resumo admiravelmente bem feito, realiza a imensa vantagem de apresentar a sua riqueza por quadros sinóticos intuitivos que se sucedem em cada página e permitem ao catequista apanhar de um só golpe de vista o contexto geral, juntamente com os pontos particulares a expor, dispensando leitura contínua e cansativa.

Sobretudo convém destacar as duas grandes prerrogativas que granjearam ao catecismo de Spirago tanta popularidade: a encantadora simplicidade de estilo, evitando palavras rebuscadas e difíceis, e esse calor de expressão que traz a marca divina do Espírito Santo e que convence e vai ao coração. Foram elas que lhe conquistaram a popularidade mundial!

***

Eis aí, pois, o catecismo precioso que até hoje falava ao nosso povo, embora não lhe faltasse de todo! Contribuiu até largamente para a conservação da religião entre nós. Prova de sua popularidade entre nós é que muitíssimos sacerdotes possuem a edição grande, servindo-se dela até hoje de preferência na doutrinação do país. Bom sinal esse, para a edição reduzida, e ótima recomendação ao nosso povo!

Deveras, esta pequena edição corresponde melhor às condições precárias e a necessidade imediata do nosso povo. Com tudo o que o distingue, pelo fundo e pela forma, como pelo feitio material e tipográfico, recomenda-se a ponto de ser de esperar que se tornará também entre nós o catecismo verdadeiramente popular e familiar.

Mas antes de tudo seja este catecismo o manual de religião predileta dos nossos catequistas, professores e pioneiros da Ação Católica! Sabendo, porém ,que sem a inspiração do Divino Espírito Santo quase nada poderão conseguir, será mister se conservarem debaixo de sua ação, e juntarem ao ensino a oração própria e a dos educandos!

Assim fazendo, este catecismo de Spirago, lhes tornará nas mãos uma mina de ouro para a mocidade – e eles próprios hão de ser fatores importantíssimos na reconstrução de um Brasil novo!

Tomai! Lêde! Fazei ler!
P. Lacroix
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...