terça-feira, 20 de outubro de 2009

Doçura e justiça de Deus

Sendo tanta a doçura do amabilíssimo Jesus, nem por isso deixa de se temperar com o austero de sua justiça. Por isso disse Davi: Dulcis et rectus Dominus - doce e reto é o Senhor.

Doce (expende elegantemente Hugo Cardeal), dando de graça;
reto pedindo conta do que deu.
Doce, porque não consente a nossa ruína;
reto, porque não se esquece do nosso castigo.
Doce, porque no carinho é nossa mãe;
reto, porque no ensino é nosso pai.
Doce, porque é esposo;
reto, porque é Senhor.
Doce, para o afeto;
reto para o entendimento.
Doce, porque é nossa vida;
reto, porque é nosso caminho.

Tomás Ânglico acrescenta:

Doce no Sacramento da Eucaristia;
reto no da Penitência.

Importa, pois, (diz Ludolfo) que o amemos, pois é tão doce; que o temamos, pois é tão reto:
Ama quod dulcis est; time quod rectus esta.

(As mais belas páginas de Bernardes -- Pe. Manoel Bernardes -- pág 165)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...