quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Como é falha hoje a educação para o sacrifício



Como é falha hoje a educação para o sacrifício. Em casa faz-se toda a vontade da criança. Seus caprichos, suas veleidades, suas teimas, seus egoísmos estúpidos são respeitados, consultados, satisfeitos. Cresce a pobrezinha fazendo de sua pequena pessoa o centro do mundo, erguendo suas alegrias sobre os pesares de outros. A si mesma não sabe negar-se nada. Precisa ter tudo ... há de ir a todas as festas, a todos os passeios, a todos os teatros que eles preferem. Aos milhares andam por aí esses infelizes.

Por fora muito riquinhos e cuidados, mas pobres e descontentes por dentro. Ao erro da educação ajunta-se a correnteza de fora. Vivemos numa época onde o prazer vale mais que o pão. Grande números de meninas só pensam em festas, em passeios, em flirts, em prazeres e toilettes.

... Entretanto, urge possuir o espírito de sacrifício. O grande segredo da ventura conjugal está no dom de si mesmo. Mas este dom supõe abnegação, requer que a moça saiba e possa renunciar às preocupações pessoais, às liberdades, aos próprios cômodos, para concentrar-se no bem e contentamento daqueles que ama. Já sabemos de uma importante verdade; que as qualidades futuras não se improvisam. Antes, pelo contrário, os egoísmos da moça solteira acompanham-na ao lar de amanhã. Para praticar o sacrifício dê a leitora largas ao seu seu instinto de maternidade. Está aí o mais belo traço deixado pelo Criador na alma da mulher.

É no seio da família que floresce esse espírito de sacrifício e aí deve ser exercitado nos pequenos cuidados para com os seres que se aquecem no mesmo sol do amor familiar.

... Queremos mais uma coisa. Todo sentimento natural está sujeito ao resfriamento, quando não se apóia na religião. A leitora piedosa sabe que o centro da religião está no fato de haver um Deus amado os homens e por eles ter dado sua vida e seus méritos, para torná-los dignos de uma felicidade sem fim. Por isso procure tirar das graças dos sacramentos, da oração, da reflexão cristã, a perseverança e a clareza para seu espírito de sacrifício. Nada melhor do que unir os sacrifícios de cada dia ao grande Sacrifício da Missa.

(Escolha do futuro - Pe. Geraldo Pires de Souza)
Grifos meus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...