sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Adestre os ouvidos de seus filhos


Como sentido eminentemente social, o ouvido merece cuidados que têm sido desprezados geralmente. Se os adultos falassem mais articulada e expressivamente, se os mestres não gritassem tanto, se a leitura fosse mais inteligente e mais bem inflexionada, se as canções correntes fossem mais elevadas, as crianças teriam outras facilidades neste terreno.

Todos sabem quanto o tom e o modo de falar influem em nossas relações sociais. Acresce que sempre são acompanhadas do gesto, da expressão fisionômica e da atitude. Tomem a frase mais simples: "Meu filho, vá estudar", experimentem dizê-la em vários tons e modos, com expressão súplice ou arrogante, amiga, mendicante ou dilatorial - e vejam qual é mais agradável e eficiente. Pela educação do ouvido forçaríamos até as radioemissoras a cessarem a enxurrada "musical" com que aturdem e deturpam o nosso povo.

A vista e o ouvido terão muito a lucrar e a fazer pela educação, se pais e mestres encaminharem as crianças e os jovens para o seu aproveitamento artístico. A visita a museus e exposições, a freqüentação dos concertos, a declamação e o canto, são atividades muito pouco aproveitadas entre nós, apesar do grande valor educativo.

Assinalados serviços presta a vitrola, em contraposição ao rádio... com a vitrola se proporciona boa música, em escala ascendente, de acordo com a capacidade da criança, desde a música popular (no bom sentido da deturpada palavra) até as mais finas composições.
São cuidados que só parecem pequenos aos que não sabem que os sentidos são o fundamento natural dos planos superiores da educação.

(O que fazer de seu filho - Pe. Álvaro Negromonte - 1955)

PS: grifos meus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...